Dicas para instalações elétricas em pequenas reformas

11/abr/2021

Obtenha sucesso nas instalações elétricas de suas pequenas reformas 

As instalações elétricas são feitas para uma determinada aplicação e um determinado conjunto de equipamentos. Quando são acoplados novos equipamentos, ou mudada a finalidade dos existentes, pode ser necessário uma pequena reforma nas instalações elétricas. Isto é muito comum quando substitui um equipamento por outro de maior potência. Para ajudar a encontrar o caminho correto para as pequenas reformas, a Nexans preparou umas dicas: 

1. As instalações devem ser feitas por um profissional competente: Uma instalação elétrica feita corretamente, em conformidade com as normas técnicas, é muito importante para a segurança dos usuários e da edificação. Intervir nas instalações elétricas é trabalho para um profissional com conhecimentos e não um curioso ou um profissional quebra-galho, que sendo de outra área também realiza serviços de instalação elétrica. A eletricidade oferece riscos reais de choque elétrico ou incêndio. 

2. Revise o dimensionamento do circuito: Quando for alterar as cargas elétricas ou inserir novas cargas elétricas verifique o dimensionamento do circuito. Quando o disjuntor do circuito não suportar as novas cargas e for necessário a sua troca por um de corrente maior, deve ser verificado se o cabo também suporta a alteração, pois muitas vezes é necessário a troca do cabo por um de maior seção. Lembre-se de que o cabo e o disjuntor devem estar sempre coordenados. 

3. Respeite as exigências das normas nas passagens dos cabos: Quando for necessário passar novos cabos para alimentar as cargas, estes cabos devem ser instalados nas linhas elétricas de potência. Os cabos de energia não podem compartilhar o mesmo eletroduto que os cabos de telefonia, rede ou TV. Outro erro comum, desobedecendo a norma de instalações elétricas, é o uso de cabos para alimentar equipamentos como cabos de instalação fixa (por exemplo, circuito terminal). Da mesma forma, quando for inserido um novo equipamento que exige uma linha de sinal (por exemplo, alarme, TV, telefone, rede de computadores), esta não pode compartilhar o eletroduto com os cabos de energia. 

4. Usar produtos de procedências corretas: Materiais elétricos devem ser comprados em lojas de materiais elétricos, homecenters, e outros estabelecimentos onde a procedência do material é boa. Existem estabelecimentos que vendem produtos baratos, mas que são frutos de roubo, materiais que não passaram nos ensaios, ou mesmo fora do padrão normativo, como os cabos desbitolados. 

5. Compre produtos de qualidade: Para que a instalação garanta a segurança tanto das pessoas quanto do património, os produtos devem ser de qualidade. A certificação do INMETRO é o mínimo que se espera de um componente de qualidade. O uso de componentes mais baratos e não adequados, pode sair muito caro durante a vida da instalação e colocar as pessoas ou o patrimônio em risco. 

Siga as nossas dicas e mantenha sempre a segurança em primeiro lugar. 

Autor: João Cunha, Engenheiro Eletricista - Consultor da Nexans 

 

Entre em contato conosco

Tópicos sobre os quais você deseja obter mais informações

Campos obrigatórios*

Por favor, verifique sua entrada e tente novamente

Um endereço de e-mail deve conter um único @

Protetor de dados pessoais

Você tem o direito de se opor ao processamento de seus dados pessoais e/ou seu uso para marketing direto ou fins comerciais

Obrigado!

Obrigado por entrar em contato conosco. Retornaremos em breve.

Erro

Aconteceu um erro. Por favor, tente novamente mais tarde

Fechar