Isolamentos esplêndidos: união de arte e ciência

Envolvendo o núcleo com valor agregado

DESEJADO: apenas o invólucro correto

InsulatingEncontrar apenas o isolamento correto em torno de um núcleo óptico ou metálico é uma ciência e uma arte prática que reúne conhecimento sobre polímeros, e como eles foram formulados e processados.

Se a única preocupação são as isolações elétricas, a indústria de cabos deveria meramente depender de “materiais de commodities” como uma isolação com papel isolado de massa impregnada, que por muito tempo foram usados para cabos subterrâneos de Alta-Tensão e submarinos, e ainda são. Contudo, hoje, o polietileno reticulado (XLPE) possui uma grande parte no papel de substituição, desde a durabilidade, flexibilidade e tolerância a temperaturas superiores a 120 °C.

Durante anos, nossos parceiros de downstream precisaram de cabos que pudessem resistir em extremas condições onde o isolamento tomou uma nova dimensão, muito além da prevenção da “fuga elétrica”.

Isolantes para temperaturas extremamente altas ou baixas agora são uma obrigação. É por isso que os elastômeros de borracha sintética e ligas poliméricas são cada vez mais utilizados.

Por exemplo, nossos cabos ICEFLEX™ - desenvolvidos por nossa companhia Coreana, Kukdong e nos Centro de Pesquisa Frances Nexans em Lyon – são ideais para congelamento em condições árticas em aplicações em Embarcações ou Plataformas de Óleo e Gás.

Por outro lado, cabos de alta temperatura devem ser isolados com Poly Ether Ether Ketone (PEEK) ou polímeros a base de flúor (PTFE/ Politetrafluoretileno). Essa isolação assegura a resistência e segurança em aplicações aeroespaciais e LAN, em adição a muitos outros.

Além disso, desde que cada aplicação tenha um ambiente químico específico, isolações de polímeros devem resistir a uma grande diversidade de ameaças: de fluídos simples de hidrocarbonetos a alcoóis e outras substâncias invasivas. Uretânos, poliamidas, poliaminas e polímeros especiais tornam esses cabos seguros para condições como as que prevalecem em plantas petroquímicas modernas.

Uma das maiores ameaças para os polímeros é o fogo. Para continuar em funcionamento durante uma emergência, as isolações devem perder as características de maleabilidade e transformarem-se em um escudo de cerâmica rígida que pode resistir a temperaturas extremas e manter os dados vitais e energia fluindo. Isto foi alcançado através da tecnologia exclusiva da Nexans tecnologia INFIT™.

Finalmente, o ar pode ser usado como um isolante muito eficiente em algumas circunstâncias por suas qualidades dielétricas, especialmente onde envolve uma transmissão de dados de alta velocidade.

O “Perfil de isolação” é uma técnica de extrusão patenteada onde a isolação geométrica é contornada. A forma resultante – o que não é diferente de uma coluna de espiral de uma catedral gótica – fornece suporte estrutural para o fio isolado e em uma construção de um par trançado. Isto melhora significativamente o sinal de força em cabos de rede padrão. Além disso, isolamentos “ranhuras” também reduzem o material de isolamento em 10 – 30% e aumenta o sinal de velocidade.

Assim, arte e design, muitas vezes se unem com a ciência e a engenharia para melhorar o desempenho dos isolamentos Nexans em muitos ambientes novos e desafiadores.